quarta-feira

Escorpião chá

.............
.............no
.............não amor
..................o escorpião chá
..................das calças curtas
..................trota largo
.......................seus gestos justos

.
..........e campeia nomes para si
.............cria seus pais
.....................ele é o outro
.............então não há

.
..........e por não querer ser pista
........................de seu motivo
..................andarilha mofo nas cidades
..................angaria rodas
..................e lambe fino o asfalto

.
....................o capus pra moto
..............engendra no calor
..................................a pele
..........as rodovias da pele
.
..........................[
...................a cada grão
.............mais casta de amor
..........mais velha em estribilhos
..........................]
..........ela craquelando no corpus
.....................................da estação
.
.............sua vida de seriado
..........................escorpião
.............peça em temporada

..........perfila e petala a não palavra
.............a que não quer
................ser pedra posta

.
....................um perfume
..........não silencia

4 comentários:

Wladimir Cazé disse...

gostei muito. este e "escaravelho" são meus preferidos.

abs, wc

ps. talvez "campeia" caia melhor que "campea".

Heyk Pimenta disse...

tem razão wladimir.
é campeia. eu conferi agora.

obrigado, amigo!
eu também gosto desses dois.

o outro é o que mais falo por aí. Esse é novo, ainda não peguei as manhãs dele, nem sei se tá pronto. lá vamos nós.

abração!

Rubens Moreira disse...

Estou bem sim Camarada,
ralando principalmente Final-de-semana! Agora Segunda virou dia de folga.
Vou no A.G.!!!
Teu texto me deu Teto-Preto.
Aliás.
Se cuida! Se agasalha!
rs

liv disse...

bonito esse texto heyk.
esse recurso dos[]me lembrou clarisse,
curioso o final em aberto,
cê anda escrevendo com finais em aberto, não?

tenho escrito um bocado, me interesaria tua opinião, fosse ela de bom grado, claro...

espero não estar avançando algum sinal, rompendo algum tácito ou sucitando incômodos... sei lá...

beijos, liv.

crédito do desenho no cabeçalho: dos meses duro, nanquim sobre papel, 2010 Philippe Bacana